Porto de Itapoá em contagem regressiva para inauguração

Os primeiros equipamentos já chegaram dos Estados Unidos e da Europa, as obras civis estão em ritmo acelerado e o Porto de Itapoá inicia as contratações.

Com as obras do cais e da ponte concluídas, o pátio 60% e o prédio administrativo 50% concluído, o Porto de Itapoá se prepara para a sua inauguração, prevista para o dia  22 de dezembro de 2010, data, esta, que coincide com a do lançamento da pedra fundamental, realizada há cinco anos.

Os primeiros equipamentos já chegaram dos Estados Unidos e da Europa. São 26 caminhões terminal tractors, de última geração, que serão usados para transferência de contêineres do cais para o pátio e vice-versa. Eles têm capacidade de carga de até 60 toneladas. Há, ainda, duas empilhadeiras, de grande porte, RS – reach stacker, com capacidade de carga de até 45 toneladas, que serão utilizadas para movimentar e armazenar até seis contêineres de altura. Chegaram também três empilhadeiras de vazios – empty container handler, que serão usadas para movimentar contêineres e empilhar até sete posições de altura HC e capacidade de movimentar até 50 contêineres por hora. Todos os equipamentos são da marca Kalmar.

Chegarão da China, no início de novembro, quatro STS (Portêineres Post Panamax) e 11 RTG´s (transtêineres) da marca ZPMC. Os portêineres serão utilizados para carga e descarga dos contêineres no navio. Deslocando-se sobre os trilhos, eles possuem lança levadiça de 55 metros que se estende sobre o navio e têm capacidade de içar até 75 toneladas, podendo movimentar até 50 contêineres por hora.

Os transtêineres são pórticos rolantes em estrutura de portais que se deslocam sobre pneus e são utilizados na movimentação e armazenamento dos contêineres no pátio. Possuem capacidade de carga de até 50 toneladas, seis posições de altura e seis posições de largura.

Em agosto, o Diretor Superintendente do Porto de Itapoá, Gabriel Ribeiro Vieira, assinou a ordem de serviço para a pavimentação de sete quilômetros do acesso ao Porto pela Estrada Municipal José Alves, conhecida como “Estrada da Jaca”, com investimentos de R$ 16 milhões. Esta via ligará o Porto de Itapoá à SC-415, cuja obra está sendo realizada pelo Governo do Estado, através do Deinfra.

Investimentos adicionais do Porto, no valor de R$ 6,2 milhões contemplam uma linha de transmissão de 138 kV para garantir o funcionamento do empreendimento.

A partir da inauguração, o Porto de Itapoá terá a capacidade de movimentar mais de 300 mil contêineres por ano. Após o término das ampliações, sua capacidade será incrementada para movimentar 1 milhão de contêineres.

A localização geográfica estratégica, condições naturais de profundidade e águas calmas da Baía da Babitonga são adequadas a receber navios de grande porte, com até 9.000 TEUs. Com investimentos que ultrapassam os R$ 475 milhões, o empreendimento emprega alta tecnologia para oferecer ganhos de produtividade e segurança, reduzindo tempo de carga e descarga, e custos operacionais para os usuários.

O Porto de Itapoá é um terminal portuário privativo de uso misto exclusivo para a movimentação de contêineres. Tem como acionistas a Portinvest Participações (Grupo Battistella e Logística Brasil – Fundo de Investimento e Participações gerido pela BRZ Investimentos) e a Aliança Navegação e Logística (Grupo Hamburg Süd).

CONTRATAÇÕES

O Porto de Itapoá, por meio do seu Departamento de RH, já iniciou as primeiras contratações para posições estratégicas. Os processos seletivos iniciaram em setembro para residentes em Itapoá e região Norte do Estado, na busca de profissionais com perfis variados e complementares, que combinem excelência operacional e administrativa.

Os candidatos ou interessados em fazer parte da equipe de colaboradores devem cadastrar o seu currículo no site no www.teconsc.com.br/trabalhe_conosco.asp. Além dos contratados diretos, a expectativa é criar outros 2.500 empregos indiretos na região.

PORTO DE ITAPOÁ EM NÚMEROS:

Investimentos: R$ 475 milhões;
Cais: 630 metros de comprimento e 43 de largura;
Profundidade natural: 16 metros;
Berços de atracação: 2, para navios Post-Panamax de até 300 metros de comprimento, com capacidade de carga de 9.000 TEU´s cada embarcação;
Ponte de acesso: 230 metros;
Retroárea: 136 mil m²;
Área administrativa e edificações de apoio: 9 mil m²;
Gates de acesso: 6;
Tomadas reefers: 1.380.

EQUIPAMENTOS:

– 4 STS (Ship to Shore) / Portêineres;
– 11 RTG´s (Rubber Tired Gantry) / Transtêineres;
– 26 terminal tractors;
– 5 empilhadeiras de grande porte (2 RS e 3 ECH);
– Total de colaboradores: 250 em 2010 e cerca de 500 em 2011.

As imagens da matéria foram capturadas nesta quinta-feira (09) pelo Diário de Itapoá.

Informações da SDR (Secretaria de Desenvolvimento Regional) de Joinville com adaptação do Diário de Itapoá.

Anúncios

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: