Rua. Ou Avenida

Ela teve o mesmo nome da avó até casar-se em julho de 1976 com Arnoldo Martins Filho, conhecido por aqui como Bife, o pescador. Ana Maria Rodrigues de Freitas. De lá pra cá ela assina Ana Maria Martins. Neta, portanto, do casal que dá nome às principais avenidas da cidade: André Rodrigues de Freitas (a do Banco do Brasil) e Ana Maria Rodrigues de Freitas (do Correios). São duas netas, na verdade, Ana e Darci, residente em Almirante Tamandaré (PR), além do falecido André Amauri Rodrigues de Freitas.

Ana conta que o avô se aposentou em Curitiba e veio definitivamente para Itapoá em 1961, com a esposa e o único filho: Antonio Luis Rodrigues de Freitas. Os outros dois morreram ainda crianças e Luis não passou dos 59 anos. Foi vencido por um câncer em 1985 e ficou na lembrança de muitos como o pastor da 3ª Igreja Evangelho Quadrangular, em Curitiba. A mesma fundada aqui pelos seus pais. A mãe da Ana, Francisca Rodrigues de Freitas, morreu com apenas 48 anos, vítima de diabete e depressão.

A entrevistada conta com emoção essa história triste da família, de mortes prematuras e vidas sofridas. Ao mesmo tempo fala com orgulho do trabalho social e espiritual desenvolvido pelos avós em Itapoá. “Eles começaram atendendo em casa, com seus próprios recursos ajudavam todos que precisavam de algum remédio ou alimento. Meu avô era diretor aposentado da Polícia Civil. Minha avó, do lar. Isso no início dos anos 70. Era deles a primeira casa de veranista, e a primeira coberta com telha”.

André Rodrigues de Freitas morreu dia 7 de setembro de 1992. Cinco meses depois, em 23 de fevereiro, enterraram Ana Maria Rodrigues de Freitas. “Ela morreu de saudade do marido” – conta a neta que agora no Natal, exatamente dia 25, completará 59 anos. Trinta e cinco deles como moradora de Itapoá. Com o “Bife” tem três filhos: Luis, Daniel e Samuel.

Ana lembra ainda que a homenagem feita aos avós partiu de um pedido junto à Câmara de Vereadores de uma amiga do casal, logo após a emancipação de Itapoá. “Ela gostava muito deles, e teve essa idéia de dar seus nomes às avenidas, uma delas, inclusive, a que tem o nome do meu avô, foi praticamente aberta por ele”.

Anúncios

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: