Em financiamento, falta a atenção da CEF

Bete Fagundes
Ouvindo reclamações de pessoas interessadas pelo serviço, a Folha procurou  correspondentes da Caixa Econômica Federal para financiamentos habitacionais e registra, aqui, uma notícia surpreendente. Dos três profissionais habilitados em Itapoá para o atendimento, resta apenas Antonio Carlos de Souza, da Imobiliária Total.
Procurado pela Folha, o gerente do Posto de Atendimento Bancário (PAB Prefeitura Municipal de Itapoá), Marcos Aurélio de Mello, disse que por normas internas nada pode declarar a respeito. Informações teriam que ser obtidas junto a Assessoria de Imprensa na Superintendência da CEF em Joinville (o que não foi possível devido o feriado, data de fechamento desta edição).
Mello adiantou, porém, que ao contrário do que possa parecer, ou possam pensar na cidade, os dois correspondentes não desistiram simplesmente da parceria. Um deles, afirmou, saiu por discordar do Programa Minha Casa Minha Vida que um tempo atrás exigia asfalto em área de financiamento – hoje, não. O outro teria sido dispensado pela Caixa por falha técnica.

“Não existe canal
de suporte”
“Diante as dificuldades para encaminhamento dos processos de financiamento, nos tornamos correspondentes da Caixa para podermos prestar um melhor serviço à comunidade itapoaense, acreditando que assim o processo fosse agilizado. Infelizmente, observamos que não há uma padronização nos procedimentos para reunião de documentos e concessão dos financiamentos. Tentamos por diversos meses, mas não existe um canal de suporte adequado, a nível regional ou nacional, para que obtenhamos informações precisas, muitas notícias sobre alteração dos procedimentos ficamos sabendo através da imprensa.” Declaração da corretora de imóveis Elisandra Sperandio, sócia de imobiliária no município.
Ela explica que  há casos de processos que demoram meses para serem analisados, tendo-se como resposta final negativa, criando, desta forma, uma falsa expectativa àquelas pessoas que buscam os recursos. Se houvessem padrões uniformes pré-definidos, como um sistema onde o próprio correspondente pudesse cadastrar previamente os dados dos interessados, muito tempo seria economizado, como também dinheiro dessas pessoas, já que são obrigadas a reunir uma porção de documentos e encaminhar ao banco para, depois de um longo prazo, receber a resposta que seu cadastro não foi aprovado.
“Essa burocracia e ineficiência não são exclusividades de um banco específico. Comercializamos imóveis para clientes de diversas cidades que buscam recursos em diferentes instituições financeiras e observamos que, salvo algumas exceções, o Brasil ainda está gatinhando na agilidade para disponibilização de recursos.
Considero uma grande falta de princípios o fato de no Brasil ser muito mais fácil obter financiamento de um automóvel, que pode ser considerado um bem acessório, do que para a compra da casa própria, que proporciona dignidade e qualidade de vida às famílias.”
Elisandra adianta que, por essas dificuldades, a imobiliária a qual representa (Sperandio Imóveis e Arquitetura) solicitou descredenciamento do serviço de correspondente bancário à Caixa Econômica Federal (Posto de Atendimento de Itapoá).

O retorno é muito pouco
O imobiliarista Lázaro Antônio da Luz diz que pelo trabalho que se tem de correr atrás de documentos, não vale a pena atuar na área de financiamentos da Caixa. “Perde-se muito tempo e o retorno é muito pouco. Falta mais atenção por parte da instituição para com Itapoá”. Sobre aquecimento imobiliário, afirma que atrapalha muito a falta de uma definição do Plano Diretor, principalmente no item Uso e Ocupação do Solo.

O que diz o correspondente

Antonio Carlos de Souza, Toninho, revela que praticamente todos os processos enviados à central de Joinville pelos correspondentes de Itapoá enfrentam problemas. “Normalmente, em cinco dias é feita a análise de um contrato; em até 18 dias, a vistoria do engenheiro, e em 25 dias a assinatura. Para se ter ideia, estou com um processo entregue dia 15 de junho e até agora não foi assinado o contrato”.
Ele conta que procurou a agência de Itapoá e não teve maiores informações sobre o que anda acontecendo, além de saber que o problema está na estrutura de atendimento em Joinville. “Penso que estão priorizando as grandes construtoras, incorporadoras de lá, e que também existe problema de comunicação; eu mesmo já tive processo extraviado e fiz o serviço todo novamente”.
Antonio Carlos diz que, diante disso, os proprietários de imóveis estão criando resistência em matéria de financiamento. Pelo que explica, a Caixa exige muito de quem se propõe a ser seu correspondente e peca no retorno. Uma parceria que não vem dando certo. O correspondente recebe até 0,7% do valor do financiamento, se efetivado, e fica com o ônus, neste caso, de ter que explicar ao cliente a todo instante que se o processo não anda não é culpa dele.
“A Caixa, em suas agências, não faz nenhuma filtragem no tocante a financiamento, tudo é encaminhado para seus correspondentes. Do jeito que está a situação, fica subentendido que falta capacidade humana ou boa vontade para desembaraçar os processos oriundos de Itapoá”. Antonio Carlos diz ainda que se tudo funcionasse redondo, a demanda seria ótima. “A Caixa é uma grande instituição, não pode correr o risco de manchar sua marca por falhas desta natureza”. Ele é correspondente desde 2008, com a abertura da agência de Itapoá.
Para encerrar, destaca que a Caixa Econômica Federal é uma importante ferramenta social. Hoje, com juros variando de 5% a 12% ao ano e até 30 anos para pagamento, o cidadão pode comprar um imóvel até com zero de entrada – desde que tenha uma reserva para a documentação. A procura maior por financiamentos em Itapoá é para moradia, segundo o correspondente. E o momento do mercado em geral é muito bom.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: