Ação conjunta navega pelo Saí-Mirim

Jonas Maciel – Itapoá Notícias

Fotos Beto Vieira

A ação irresponsável do homem na natureza vem provocando prejuízos, na maioria das vezes, irreparáveis ao meio ambiente, o que tem mobilizado o mundo em torno do assunto.
Cada vez mais as organizações ambientalistas se movimentam na busca de soluções e na luta incansável em favor do planeta que parece agonizar, seja no ar, na terra ou na água.
E foi em comemoração ao Dia Mundial da Limpeza das Águas, 17, que a Apremai – Associação de Proteção da Reserva do Mangue da Barra do Saí, Fundação Pro-Itapoá – Fundação pelo Desenvolvimento de Itapoá e ADEA – Associação de Defesa e Educação Ambiental, em uma ação conjunta, realizaram no último sábado um passeio de vistoria no Rio Saí-Mirim, com o objetivo de verificar as condições deste, que é o principal manancial de abastecimento de água da cidade de Itapoá. Presente também o Departamento de Meio Ambiente da Prefeitura de Itapoá.
O Itapoá Notícias acompanhou nesta “visita” as três entidades ambientalistas e presenciou uma situação preocupante, no que diz respeito à preservação do Rio Saí – Mirim, principalmente quanto a quantidade de lixo encontrado as margens do rio; o assoreamento do leito que já prejudica a navegação em diversos pontos do rio; construções a beira do rio; plantio de pínus e eucalipto e o lançamento de esgoto nas águas do saí-mirim.
Lamentavelmente a degradação ambiental já está instalada, o que requer providências urgentes das autoridades e dos órgãos ambientais e a fiscalização por parte de todos, deve ser constante, a fim de impedir que agressões como as constatadas no Rio Saí-Mirim continue a acontecer.

MANGUE

O Mangue é um dos ecossistemas de extrema importância para as espécies que la habitam e pela sua produtividade, em razão do terreno baixo, o que favorece a ação das marés, contribuindo para a manutenção dos recursos pesqueiros e marinho. O homem deve agir com consciência, visando manter o equilíbrio desse ecossistema.
Desde 1990 que os moradores da Barra do Saí-Mirim protegem as áreas de mangue, sendo essa consciência fortalecida ainda mais, com o surgimento da Apremai, em 2004.

CARANGUEJOS


Dentre as espécies de caranguejo dos manguezais que compõem a bacia do Rio Saí Mirim, ainda podemos encontrar o Guaiamum (Cardisoma guanhumi). Grande, essa espécie de caranguejo possui carapaça azul, com cerca de 10 ou mais cm e garras diferente, uma grande e outra menor que facilita levar os alimentos à boca, exceção feita à fêmea que normalmente as quelas são de tamanhos iguais. A fêmea, à época de desova assume a coloração do casco e dedos em tons na cor creme ou amarelada. O macho, bem maior, tem a coloração do casco em tom azulado. quase sempre em locais entre o mangue lamacento e o início da mata, normalmente em terreno arenoso.

JACARÉ-DE-PAPO-AMARELO

Já esteve na lista de animais ameaçados de extinção. Em alguns períodos pode ser avistados no Rio Saí-Mirim, próximo ao mangue.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: