Semana do Trânsito “Juntos podemos salvar milhões de vida”

Este slideshow necessita de JavaScript.

Esse é o tema da Semana Nacional do Trânsito, com uma campanha que se intensifica em todo o Brasil em favor de um trânsito sem violência. Ainda não há muito que “comemorar”, tendo em vista que o número de acidentes com mortes, continua sendo exagerado e que preocupa todos.
Segundo dados da Organização Mundial da Saúde, cerca de 1,3 milhões de pessoas morreram em 178 países, em acidentes provocados no trânsito, fazendo com que o DENATRAN – Departamento Nacional de Trânsito e o Ministério das Cidades, movessem ações no sentido de pedir aos motoristas que respeitem as leis do trânsito, pois os números mostram que a maioria desses acidentes foram provocados por erro humano.
Nessa década – 2011 a 2020 – o objetivo é reduzir pela metade os índices de mortes no trânsito em todo o mundo. É a Década Mundial de Ações para a Segurança no Trânsito, instituída em 2010 pela ONU – Organização das Nações Unidas.
No Brasil, as campanhas educativas e o maior rigor na legislação tem tido efeitos positivos, contribuindo para a redução de acidentes e conseqüentemente, evitando perda de vidas humanas.
Um estudo realizado pelo SOS Estradas, um programa de redução de acidentes do maior portal de rodovias do Brasil (WWW.estradas.com.br), aponta que todos os dias morrem, pelo menos, 723 acidentes nas rodovias brasileiras, provocando a morte de 35 pessoas por dia e deixando 417 feridos. O estudo aponta ainda, que a maioria das mortes acontece nas rodovias e não nas vias urbanas.
São revelações que surpreende ainda mais, quando, na avaliação do estudo, a melhora nas condições das rodovias, por si só não reduz os acidentes nas estradas, pois 90% dos acidentes ocorrem por falha humana e não pelas condições das estradas.
Para o Coordenador do SOS Estradas, Rodolfo Alberto Rizzotto, a lei deve ser aplicada com rigor. “Não temos uma indústria de multas, mas uma fábrica de motoristas infratores, cuja produção está aumentando, estimulada pela impunidade. Milhares de pessoas morrem sem nenhuma justificativa. Não podemos esperar que os infratores contumazes sejam conscientizados, pois estamos vivendo uma epidemia”, diz Rizzotto.

Trânsito em Itapoá

Quando se trata do trânsito nas pequenas cidades, imagina-se que as ocorrências ou mesmo a atuação dos agentes de trânsito pouco ocorrem. Na verdade não é bem assim. Aqui em Itapoá a atuação da Polícia Militar tem sido constante, atuando na orientação e fiscalização dos motoristas, o que podemos observar no dia a dia da cidade.
Na Semana Nacional do Trânsito o Itapoá Notícias ouviu o Comandante da Policia Militar de Itapoá, Mário Elias, sobre a atuação da PM no trânsito na cidade.

IN – Muitos reclamam da freqüência e da rigidez da PM nas operações de trânsito, quando nas abordagens e fiscalização de veículos. O que o Senhor tem a esclarecer sobre isso?
Mário Elias: Nossa cidade possui atualmente uma frota de 4.226 veículos emplacados, excluindo-se aqui, as muitas pessoas que moram em Itapoá e mantém o veículo emplacado em Municípios como Garuva e Curitiba. A Polícia Militar de Itapoá realiza na baixa temporada, uma média de 06 autuações de trânsito por dia, número que sobe para cerca de 15 autuações diárias durante a temporada de verão. Acreditar que este é o número de infrações de trânsito que ocorrem diariamente em Itapoá, seria muito ilusório. Logo, por mais que os policiais se esforçam, devido ao pequeno efetivo, conseguimos cobrar uma parcela ínfima do que realmente ocorre de infrações de trânsito. Acontece que, das infrações cuja competência cabe a Polícia Militar cobrar, as de trânsito são, de longe, as que mais acontecem. Logo, são naturalmente as que a cobrança mais aparenta.

IN – O Senhor poderia esclarecer os objetivos dessas operações e quais os resultados obtidos?
Mário Elias: Os objetivos da Polícia Militar quando realiza uma Operação de Comando de Trânsito, as chamadas Blitz, é cobrar a correção de qualquer infração com a qual os policiais se depararem, seja infração penal ou administrativa. O resultado que se busca, e certamente é atingido pela Polícia Militar, é transmitir de maneira muito clara, a idéia de que a Lei existe e deve ser cumprida. O Brasil é visto muitas vezes como um País bagunçado, porque todo mundo quer que os outros cumpram a Lei, porém quando o indivíduo é cobrado, ele pensa que a Lei deve ser cobrada de todos, menos dele. Outro objetivo que temos muito claro quando realizados tal operação, é incutir na cabeça de quem vêm para Itapoá para praticar crimes, a idéia de que em nosso Município, a Polícia não é paga pra ficar passeando de viatura, pois por aqui a corporação trabalha, e trabalha muito. Logo, se o sujeito pensa em aprontar em Itapoá, deve pensar muito antes de agir, pois a PM está na rua todos os dias em todas as horas.

IN – O Senhor acha que os motoristas precisam se educar mais, assim o trânsito seria melhor nas cidades?
Mário Elias: O trânsito de Itapoá passa por uma transformação muito intensa após o início das operações do Porto de nosso Município. Existe um fluxo muito maior de veículos em nossas ruas atualmente. Certamente apenas a educação pode levar a uma boa convivência no trânsito de nossa cidade. O grande problema que observamos em nossas ruas, é que todo mundo parece querer se dar bem, não se importando com a situação dos outros. É a infeliz Lei de Gerson.

IN – Com relação a situações de animais nas vias públicas ou mesmo acidentes de trânsito envolvendo animais, qual é a atuação da Polícia Militar?
Mário Elias: Acidente de trânsito propriamente, envolvendo animais na via, ainda teve poucos casos em nossa cidade, tendo ocorrido um de natureza mais grave recentemente na Avenida Celso Ramos. Ocorrências, entretanto, envolvendo animais soltos na via, simplesmente atrapalhando o trânsito e gerando perigo de acidente, têm sido constante. Nestes casos infelizmente, a Polícia Militar pouco pode fazer, porque para apreender o animal, necessitaria de um local para abrigá-lo. Temos tentado sempre, a responsabilização do proprietário, porém nestas horas o mesmo literalmente desaparece. Certamente esta deve ser uma preocupação daqui para frente, pois em continuando a situação como está, os acidentes certamente passarão a acontecer.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: